Câmara Municipal de Colíder aprova proposições relacionadas a causas ambientais requeridas por Carapá Vivo

Relacionadas a causas ambientais, dentre as proposições requeridas pela ong ambiental Carapá Vivo à Câmara Municipal de Colider, através da Presidente daquela Casa de Leis, vereadora Flávia Rodrigues, os vereadores aprovaram por unanimidade na sessão da noite desta segunda-feira(12), o Projeto Lei Nº 314/2021, que concede a Associação Ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Carapá (CARAPÁ VIVO), o Título de Utilidade Pública Municipal. Quando todos os vereadores, bem como o prefeito Hemerson Máximo, que acompanhado de vários secretários, se fazia presente fazendo prestação de contas dos seis meses das suas ações, na última sessão do semestre, enalteceram a grande importância do trabalho que vem sendo desenvolvido por Carapá Vivo, voltado a preservação e recuperação do rio Carapá, parabenizando a equipe ali representada por seu presidente Eliel Mota, ladeado de vários outros membros da diretoria.

Menos de uma semana atrás, mais precisamente no dia 07 de julho, a Presidente da Câmara Municipal de Colider, Flávia Rodrigues, recebeu em seu gabinete alguns membros da Associação Ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Carapá (CARAPÁ VIVO), presidida por Eliel Mota, acolhendo Requerimento de melhorias voltadas a causas ambientais de  Colider, quando Flavinha demonstrou bastante respeito e admiração pelo trabalho da Ong, afirmando seu compromisso com a causa, por tratar de questão de interesse da comunidade.

  “A aprovação desse projeto e da indicação são grandes conquistas que vêm beneficiar a comunidade colidense, trazendo sim muita alegria aos membros, voluntários e parceiros colaborador da Carapá Vivo, que veem o trabalho desenvolvido em prol a revitalização do rio Carapá sendo reconhecido pelo Poder Público”, salientou Eliel Mota agradecendo a Câmara Municipal pela atenção dada ao requerimento da ong.

 Além da execução do PRAD (Plano de Recuperação Ambiental de Áreas Degradadas da Bacia do Rio Carapá, a Associação atua na conscientização sobre práticas de conservação do meio ambiente, contando com projetos de preservação ambiental como o Limpando e Reciclando, e outros, e para o desenvolvimentos dos quais a Ong buscou parceria também junto o Poder Legislativo Municipal.

 Na ocasião da reunião, foram tratados diversos assuntos com a presidente do Poder Legislativo Municipal, dentre eles, a possibilidade da implantação de “Orla” para as tartarugas no Lago dos Pioneiros, com faixa de areia ladeando o lago, bem como rampa com tablado onde as tartarugas possam ficar expostas ao sol (banho de sol). Sugestão essa levantada pelo vice-presidente da Carapá Vivo, o biólogo Heverton Tiburski, e que será levada à reunião do Conselho Gestor da Unidade de Conservação Municipal – Refúgio da Vida Silvestre de Colider(Lago dos Pioneiros), do qual Carapá Vivo faz parte; Heverton também falou sobre o Livro da Carapá Vivo, por ele editado, de Legislações Ambientais de Colider, o qual  em breve será lançado, mas para a devida legalidade a Ong necessita  da autorização da  Câmara Municipal, de onde  foram acopladas as informações(leis).

             Relacionado ao REQUERIMENTO voltado a causas ambientais entregue por Carapá Vivo nas mãos de Flávia, objetivando melhor desenvoltura de ações ambientais que visam proporcionar aos cidadãos colidenses melhor qualidade de vida, grande parte das proposições foram atendidas na noite de ontem(12),  quando foi aprovado pelos vereadores a Indicação da  “Implantação de “grades de proteção” em bocas de lobo em diversos pontos na cidade, como barreiras de proteção nas galerias de águas pluviais, na Avenida Paraná, evitando que entulhos como garrafas pets, sacolas plásticas e outros sejam levados para o leito do rio”, requerimento esse que foi de encontro, segundo a presidente,  a protocolo  anteriormente feito pela vereadora Leila. Bem  como foi aprovado o Título de Utilidade Pública Municipal.

                Valendo destacar que, atualmente Carapá Vivo juntamente com os parceiros Secretaria Municipal de Agricultura (Depto de Meio Ambiente), e Universidade do Estado do Mato Grosso (UNEMAT/Campus Colider, estão focados na construção de Diagnóstico da realidade das micro bacias do rio Carapá, a partir da Captação de água, sendo por meio de mapeamento da área com uso do satélite CBERS 4A, identificadas 57 nascentes, das quais apenas 05 estão preservadas, necessitando as demais de urgente ação no sentido de recuperação.

DLuz / Da Assessoria

                                                               Do requerimento

  1. Instalação de local específico para “cemitério” de animais domésticos, com sugestão de espaço no aterro sanitário do município
  2. b)  Implantação de “grades de proteção” em bocas de lobo em diversos pontos na cidade, como barreiras de proteção nas galerias de águas pluviais, na Avenida Paraná, evitando que entulhos como garrafas pets, sacolas plásticas e outros sejam levados para o leito do rio.
  3. c) Concessão à Associação Ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Carapá(CARAPÁ VIVO), por meio de Projeto da Câmara Municipal de Colider, do Título de Utilidade Pública Municipal, tendo em vista ser Carapá Vivo entidade  não governamental  prestadora de serviços à coletividade.

Fotos :Cleiton/Assessoria